Parlamentares da oposição criticam visita de Maduro ao Brasil e acusam Lula de ''falta de compromisso com a democracia''

Proibido de entrar no Brasil pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em 2019, o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, retornou ao país nesta segunda-feira, 29, e foi recebido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto com honras de chefe de Estado.

Por Jovem Pan em 29/05/2023 às 19:56:55
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Proibido de entrar no Brasil pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em 2019, o Presidente da Venezuela, Nicol√°s Maduro, retornou ao pa√≠s nesta segunda-feira, 29, e foi recebido pelo presidente Luiz In√°cio Lula da Silva no Pal√°cio do Planalto com honras de chefe de Estado. Longe de ser um consenso, a visita do presidente da Venezuela foi criticada por v√°rios congressistas da oposição, que consideram a recepção uma falta de "compromisso com a democracia", como escreveu o senador Fl√°vio Bolsonaro (PL-RJ). Maduro veio ao Brasil para participar de uma reunião com os outros presidentes da América do Sul que ocorrer√° na próxima terça-feira, 30, no Pal√°cio do Itamaraty, em Bras√≠lia.

Por meio de postagens nas redes sociais, a oposição lembrou que os Estados Unidos ofereceram recompensa pela prisão do governante e sua equipe em 2020. O deputada federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), por exemplo, postou um cronograma com tr√™s fatos recentes da relação diplom√°tica da Venezuela: "2019: presidente Bolsonaro veta presença do ditador Maduro no Brasil; 2020: EUA acusam Maduro de narcotr√°fico e oferecem recompensa de US$15 milhões; 2023: Lula recebe Maduro com honras de chefe de Estado". Outros que também condenaram a visita foram o deputado federal mais votado do √ļltimo pleito, Nikolas Ferreira (PL-MG), que afirmou ser "ditadorofóbico"; e a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP), que comparou na postagem o ex-presidente Bolsonaro a Lula.

Comunicar erro

Coment√°rios