Em carta, presidente da Argentina deseja melhoras a Bolsonaro após diagnóstico de Covid-19

Por G1 em 08/07/2020 às 15:24:59
'Esse vírus não distingue governantes de governados', diz Alberto Fernández. Teste de presidente brasileiro deu positivo para o novo coronavírus Sars-CoV-2. O presidente da Argentina, Alberto Fernández, fala a jornalistas em Paris, durante visita oficial à França, em fevereiro

Stephane de Sakutin/AFP

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, enviou na terça-feira (7) carta em que deseja melhoras ao presidente Jair Bolsonaro, diagnosticado com o novo coronavírus causador da Covid-19.

"Este vírus não distingue governantes de governados. Todos e todas estamos ameaçados, e por isso deve-se extremar os cuidados", diz a carta (leia a íntegra mais adiante).

Bolsonaro confirma que está com Covid-19 e volta a criticar medidas de isolamento social

Bolsonaro recebeu teste positivo para o vírus Sars-CoV-2 na terça-feira após ter febre de 38°C e relatar mal estar e cansaço na véspera. Segundo o próprio presidente, já na terça ele se sentia "perfeitamente bem". Ele tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Fernández adotou medidas rígidas de isolamento social desde março, quando os primeiros casos começaram a aparecer na Argentina. No fim de junho, a região de Buenos Aires voltou a ser fechada após a Covid-19 voltar a apresentar dados preocupantes.

Nesta quarta (8), a Argentina apresentava acumulado de 83,4 mil casos do novo coronavírus. No país, a Covid-19 matou 1.654 pessoas desde o início da pandemia.

Montagem mostra o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o candidato da esquerda à presidência na Argentina, Alberto Fernández

Alejandro Pagni, Evaristo Sa/AFP

Veja a íntegra da carta de Fernández a Bolsonaro

Estimado presidente:

Com muito pesar, tomei conhecimento de que foi afetado pela Covid-19. Quero expressar meus desejos de que se recupere logo.

A periculosidade desta pandemia se mostra nos níveis de contágio. Esse vírus não distingue governantes de governados. Todos e todas estamos ameaçados, e, por isso, deve-se extremar os cuidados.

Creio que assim entendem nossos povos que enfrentam esta tragédia com integridade e responsabilidade.

Nesta hora difícil, receba minhas saudações e toda minha solidariedade com o povo do Brasil.

Sinceramente,

Alberto Fernández

Comunicar erro

Comentários