Fernández pede desculpas após frase sobre brasileiros: "Não quis ofender ninguém"

Por Jovem Pan em 10/06/2021 às 07:44:38

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, pediu desculpas por um comentário feito a respeito dos brasileiro. Enquanto se dirigia a empresários espanhóis e argentinos e ao primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, nesta quarta-feira, 9, o mandatário disse que “os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros saíram da selva, mas nós os argentinos, chegamos de barcos. E eram barcos que vieram de lá, da Europa”. A fala, atribuída por Fernández ao poeta mexicano Octavio Paz, na verdade, é o trecho da música “Llegamos de los barcos”, do músico argentino Litto Nebbia. A declaração e citação da mensagem gerou reações nas redes sociais. Até porque, a frase do poeta mexicano, é: “os mexicanos descendem dos astecas, os peruanos dos incas e os argentinos, dos navios”. Após a repercussão negativa, Alberto Fernández pediu desculpas pelas redes sociais. “Nossa diversidade é um orgulho. Não quis ofender a ninguém, de qualquer forma, a quem se sentiu ofendido ou invisibilizado, desde já minhas desculpas”, escreveu no Twitter.

No Brasil, a presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Kátia Abreu (PP) chegou a fazer uma comparação entre o presidente argentino e o brasileiro, Jair Bolsonaro. “Não vou comentar o que vomitou o Bolsonaro portenho. Brasil e Argentina estão padecendo da mesma moléstia. Só loucura e preconceito”, escreveu, apagando a publicação em seguida. O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Aécio Neves, considerou lamentável a declaração preconceituosa, pois o tom depreciativo reproduz uma visão colonialista, atrasada e superada da história. Por sua vez, o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente brasileiro, disse que o barco que está afundando é o da Argentina.

*Com informações do repórter Fernando Martins

Comunicar erro

Comentários