Operação da Polícia Federal contra a Precisa deve prorrogar os trabalhos da CPI da Covid-19

Por Jovem Pan em 19/09/2021 às 23:18:19

A opera√ß√£o da Polícia Federal (PF), que cumpriu mandados de busca e apreens√£o em endere√ßos ligados à Precisa Medicamentos na manh√£ desta sexta-feira, 17, deve prorrogar os trabalhos da CPI da Covid-19. A empresa est√° na mira da comiss√£o porque foi a respons√°vel por intermediar o contrato firmado entre o governo federal e o laboratório indiano Bharat Biotech para a compra de 20 milh√Ķes de doses da vacina Covaxin. Em raz√£o das irregularidades, inicialmente denunciadas pelos irm√£os Luis Miranda (DEM-DF), deputado federal, e Luis Ricardo Miranda, chefe de importa√ß√£o do Ministério da Saúde, o contrato foi rescindido pela Uni√£o.

Como a Jovem Pan mostrou, a CPI quer ter acesso ao contrato original assinado entre a Bharat Bioetech e a Precisa Medicamentos para esclarecer detalhes da negocia√ß√£o, como a forma pela qual a empresa de Francisco Maximiano seria remunerada, por exemplo. Quando Max, como é conhecido o empres√°rio, e Emanuela Medrades, diretora da companhia, depuseram no Senado, os dois afirmaram que n√£o poderiam dar detalhes do acerto financeiro em raz√£o da cl√°usula de confidencialidade. Os parlamentares também querem saber se a Precisa bancou viagens de autoridades do governo à Índia. A a√ß√£o da PF deve, inclusive, mexer no calend√°rio de depoimentos da próxima semana: uma das possibilidades cogitadas pelos senadores é ouvir o diretor institucional da Precisa, Danilo Trento, na quinta-feira, 23.

O plano inicial do senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da comiss√£o, era apresentar o relatório na quinta-feira, 23, para que o texto fosse votado entre os dias 29 e 30 de setembro. Em uma reuni√£o no domingo, 12, o grupo majorit√°rio da CPI definiu que o ex-secret√°rio-executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco Filho seria o último a ser ouvido. No entanto, nos últimos dias, outras frentes de investiga√ß√£o entraram no radar dos senadores. Entre elas est√° a denúncia de que a Prevent Senior fez um acordo com o governo federal, no início da pandemia, para disseminar os medicamentos do chamado “kit Covid”, comprovadamente ineficazes para o tratamento da doen√ßa. O diretor da empresa, Pedro Batista Júnior, seria ouvido na quinta-feira, 16, mas n√£o compareceu. Em nota, a operadora de saúde afirmou que o dirigente n√£o teve “tempo h√°bil” de viabilizar sua ida ao Senado. Os membros do colegiado dizem que o depoimento de Batista é indispens√°vel. De acordo com o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comiss√£o, a oitiva ocorrer√° na quarta-feira, 22.

A atua√ß√£o de Marconny Albernaz de Faria, lobista da Precisa, também chamou a aten√ß√£o dos senadores. Mensagens em posse da CPI indicam que o empres√°rio, chamado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) de “senhor de todos os lobbies”, participou da elabora√ß√£o de uma “arquitetura da fraude” a uma licita√ß√£o do Ministério da Saúde para compra de testes de Covid-19. Além disso, as mais de 310 mil p√°ginas de conversas enviadas pelo Ministério Público Federal do Par√° aos parlamentares mostram que Faria recorreu à advogada Karina Kufa, que defende o presidente Jair Bolsonaro, e Ana Cristina Siqueira Valle, ex-esposa do mandat√°rio do país, para tentar emplacar indicados em órg√£os federais. A comiss√£o parlamentar aprovou a convoca√ß√£o de Cristina, mas, por ora, sua oitiva est√° descartada.

H√° duas semanas, os senadores prometeram “ir a fundo” nas investiga√ß√Ķes sobre a atua√ß√£o da VTCLog, respons√°vel pela logística de vacinas e insumos que tem contrato com o Ministério da Saúde – os membros da CPI suspeitam que a empresa est√° envolvida em um esquema de pagamento de propinas a agentes públicos. Segundo um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), a companhia movimentou, de maneira atípica, R$ 117 milh√Ķes nos dois últimos anos. O motoboy Ivanildo Gon√ßalves, por sua vez, um funcion√°rio com sal√°rio em torno de R$ 2 mil, sacou aproximadamente R$ 4,7 milh√Ķes na boca de caixas eletrônicos, quase 5% de toda esta movimenta√ß√£o. Randolfe Rodrigues propôs a convoca√ß√£o de alguns dirigentes da VTCLog, entre eles, Raimundo Nonato Brasil, operador financeiro da empresa; Roberto e Tereza S√°, sócios majorit√°rios; e Fl√°vio Loureiro de Souza. Ao menos por enquanto, o caso foi escanteado. Ainda n√£o h√° um consenso sobre a prorroga√ß√£o dos trabalhos, mas a ideia ganha cada vez mais for√ßa internamente. Em tese, a comiss√£o pode atuar até o início de novembro. É exatamente por isso que alguns senadores, como Alessandro Vieira (Cidadania-SE), defendem que o colegiado n√£o encerre as investiga√ß√Ķes e deixe “pontas soltas”.

Comunicar erro

Coment√°rios