Sargento morre baleado após ter suposto surto e atacar colegas PMs em Satuba

Ao chegar no condomínio, os policiais encontraram o sargento agressivo, muito alterado e ameaçando a guarnição com facas.

Por Redação Rede Ilha FM, com informações do tnh1 em 12/10/2021 às 18:06:51
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

O 3º Sargento Alessandro Oleszko, lotado no 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), morreu nesta terça-feira, 12, após ter um suposto surto psicótico, atacar colegas militares e ser baleado no condomínio que morava em Satuba, na região Metropolitana de Maceió.

As informações passadas inicialmente pela Polícia Militar apontam que o sargento Alessandro Oleszko teria efetuado disparos de arma de fogo na casa de uma pessoa no último domingo, em Guaxuma, e que por isso a Corregedoria da corporação ordenou a prisão dele na manhã dessa segunda-feira, 11.

Ao chegar no condomínio, os policiais encontraram o sargento agressivo, muito alterado e ameaçando a guarnição com facas. Os militares tentaram negociar e acalmar o sargento, mas sem sucesso, e então pediram apoio ao 8º Batalhão, que enviou uma viatura da Força-Tarefa.

Alessandro Oleszko ficou ainda mais nervoso e chegou a entrar em luta corporal com um dos policiais. Os militares chegaram a utilizar arma não letal de choque (Taser), mas o sargento continuou descontrolado e voltou a se armar com uma pistola e facas. Os policiais efetuaram disparos de advertência no chão e depois na perna do sargento, para neutralizá-lo. O tiro terminou atingindo a artéria femoral de Alessandro, segundo a TV Pajuçara.

Ainda de acordo com as informações da polícia, o sargento foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento do Tabuleiro e depois para o Hospital Geral do Estado, no Trapiche.

O Hospital Geral do Estado (HGE) emitiu boletim médico confirmando a morte do sargento à 01h da madrugada desta terça-feira. "O HGE lamenta o falecimento do paciente Alessandro Oleszko, de 45 anos. Ele chegou na manhã dessa segunda-feira (11), quando passou por procedimento cirúrgico, após ser ferido por projéteis de arma de fogo".

A equipe do Fique Alerta, da TV Pajuçara, esteve hoje no condomínio em que o sargento morava há quatro anos e apurou que o militar apresentava sinais de transtorno há algum tempo. Na última sexta-feira, segundo moradores, o sargento teria saído pela região portando arma de fogo e fechando estabelecimentos comerciais. Ainda de acordo com a apuração, o policial estava afastado do quadro da PM por motivos psicológicos e fazia acompanhamento no Centro de Assistência Social (CAS).

O sargento Alessandro Oleszko tinha 45 anos, deixa uma esposa e três filhos, entre eles um bebê de apenas dois meses.

Polícia Militar - Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do sargento e informou que está apurando os fatos da ocorrência envolvendo o militar, e que através do CAS está oferecendo todo apoio à família do sargento, bem como aos integrantes das guarnições que participaram do atendimento. Na ocorrência, as autoridades apreenderam um facão, uma faca de caça, uma faca de cozinha, uma pistola Taurus e dois carregadores, com 16 munições .40. Leia na íntegra.

(Foto: Reprodução)


"É com imenso pesar que a Polícia Militar de Alagoas comunica o falecimento do 3º Sargento Alessandro Oleszko, ocorrido nesta terça-feira (12). O Sargento Oleszko ingressou na Corporação no ano de 2006 e, atualmente, estava lotado no 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

A PM-AL informa que está apurando os fatos da ocorrência envolvendo o militar, e que através do CAS está oferecendo todo apoio à família do sargento, bem como aos integrantes das guarnições que participaram do atendimento. Em nome de toda a Corporação, o Comandante-geral, Coronel Wellington Bittencourt, lamenta a morte deste profissional de segurança pública, externando os sentimentos de mais profundo pesar aos amigos, familiares e companheiros de farda".

Tags:   Polícia
Comunicar erro

Comentários