''Essa manobra não vai acontecer'', diz Marconi Daniel sobre desespero da situação com avanço da CPI da Saúde

O vereador denunciou ainda que os problemas vivenciados hoje no município é fruto de um efeito colateral envolvendo o desvio e desperdício do dinheiro público.

Por Redação Rede Ilha FM em 15/10/2021 às 20:26:19
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

"A CPI da Saúde" teve desdobramentos durante a sessão da Câmara de Vereadores de Paulo Afonso nesta quinta-feira, 14. O vereador Marconi Daniel (PODEMOS) foi à tribuna e declarou que: "Eu não tenho voto para afastar o prefeito Luiz de Deus porque eu conheço a integridade dele e sei que ele não está envolvido nesses escândalos dos recursos da Covid. Enganaram ele em diversos momentos", afirmou.

O vereador denunciou ainda que os problemas vivenciados hoje no município é fruto de um efeito colateral envolvendo o desvio e desperdício do dinheiro público. "Falta medicamentos na Farmácia Básica, remédios para pessoas especiais e até remédios controlado. Denunciei essa situação na semana passada e até agora nada foi resolvido. O povo continua sofrendo", disse.

Marconi repudiou as demissões dos profissionais da Saúde. "Nós entendemos uma vez que sai no Diário Oficial a demissão de pais de família e nesse mesmo período é publicado a nomeação de pessoas ligadas a vereadores. O povo de Paulo Afonso entende isso, porque essas pessoas se não estivessem sido demitidas, poderiam está nas unidades de saúde e hospitais. Essas pessoas deram a sua contribuição durante toda a pandemia e foram descartadas pela prefeitura. Isso é injusto", desabafou.

O parlamentar se mostrou surpreso com um documento enviado por um advogado como forma de intimidar o andamento da CPI da Saúde. "Que história é essa de que tão falando por aí que vereador não pode fiscalizar recurso federal? Então eu não podemos fiscalizar a educação? cobrar o que está errado? Então qual a função do vereador?. Essa manobra não vai acontecer. Nós temos é que ouvir a servidora, as empresas que lesaram Paulo Afonso para mostramos que a conta não fecha. A CPI está instaurada e só precisa o presidente da Câmara determinar o seus membros para que possamos investigar. O desespero está muito grande em relação a CPI. Para onde foi comprado insumos no pet shop? os mais de R$ 700 mil faturado de um dia para o outro? as contratações de empresa para lavar rua superfaturada? Temos que ficar calados vendo os roubos acontecendo?", disse.

Marconi completou ainda afirmando que: "aqui não tem menino não seu advogado. Aqui tem homem de bem e representante do povo. Não iremos de forma alguma abaxiar a cabeça. Agora o governo acordou. O procurador do município viva dizendo na rádio que a CPI não ia para canto nenhum e agora que viu que as coisas estão andando estão desesperados", afirmou.

"O nosso trabalho está apenas no começo. Essa CPI será um recomeço para novos tempos que surgirão para o desenvolvimento de Paulo Afonso", finaliza.

Comunicar erro

Comentários