Homem que matou cachorro em clínica veterinária já foi condenado por homicídio, diz delegado

O animal, o cãozinho Bento, de 8 anos, não resistiu aos maus tratos cometidos pelo funcionário que deveria realizar serviços de banho e tosa

Por Redação Rede Ilha FM, com informações do tnh1 em 20/01/2022 às 20:21:48
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

O homem que matou um cachorro da raça shih tzu na manhã desta quinta-feira, 20, na clínica veterinária É o Bicho, no Barro Duro, parte alta de Maceió, já responde na Justiça pelo crime de homicídio, informou o delegado Leonam Pinheiro em entrevista à TV Pajuçara.

"Na folha de antecedentes criminais, verificamos que já se trata de um indivíduo criminoso contumaz, pois ele já havia sido condenado anteriormente pelo crime de homicídio. Um indivíduo que já foi condenado por homicídio estava ali cuidando de animais. Infelizmente o final não poderia ser outro. A responsabilização penal será aplicada com a pena de até 5 anos de reclusão, com acréscimo de um terço, já que houve resultado morte, o que vai totalizar de 6 a 7 anos de prisão, dos quais ele vai cumprir apenas um ou dois", disse o delegado, que foi responsável pela prisão do homem. Ouça no áudio abaixo:

O animal, o cãozinho Bento, de 8 anos, não resistiu aos maus tratos cometidos pelo funcionário que deveria realizar serviços de banho e tosa. Uma câmera interna da própria clínica registrou o homem sufocando o animal pela coleira várias vezes. Ao delegado, o homem confessou o ato e disse que fez isso porque "se estressou" com o cachorro pequeno.

Em vídeo enviado para a TV Pajuçara, a proprietária da clínica aparece bastante emocionada e diz que tomou as medidas cabíveis para que o crime não fique impune. "Meu nome é Fabrícia Omena, sou veterinária responsável técnica e sou proprietária nas unidades 'É o Bicho' também. Estou aqui para falar sobre o ocorrido hoje e dizer o quanto a nossa equipe lamenta o que aconteceu, estamos todos muito emocionados com esse fato. Em 10 anos de clínica, nunca aconteceu algo similar com isso. Nos pegou de surpresa e nos deixou muito tristes com o ocorrido. A gente estuda medicina veterinária para salvar animais. Um acontecimento como esse, não sei nem expressar o quanto lamento a dor que os tutores estão sentindo neste momento. No momento do ocorrido, acionamos imediatamente a polícia e a nossa equipe jurídica para dar todo suporte necessário para que esse crime não ficasse impune. Volto a falar que lamentamos muito, nossa equipe está há 10 anos no mercado e nada disso jamais poderia ter acontecido. Estamos aqui para qualquer esclarecimento que vocês tenham para tirar com a gente".

Após acionar a polícia, a clínica veterinária iniciou o processo de demissão por justa causa ao funcionário, que estava em período de experiência, e afirmou que vai reestruturar todo o processo de recrutamento e contratação.

"Em 10 anos de existência, o grupo É O Bicho nunca compactuou com os maus tratos aos animais. Lamentamos que ainda existam atos de crueldade e violência com os bichos. Somos um hospital veterinário sério e reconhecidos por nossa causa maior: a saúde e o bem-estar animal. Jamais fugiremos às responsabilidades. As autoridades já foram acionadas e as providências estão em andamento. Não haverá impunidade", publicou o perfil da clínica no Instagram.


Tags:   Polícia
Comunicar erro

Comentários