Bolsonaro diz que determinou monitoramento e envio de equipes para auxiliar vítimas das chuvas em PE e outros estados do Nordeste

Somente no Grande Recife, neste sábado (28), houve mais de 30 óbitos causados pelo temporal.

Por Redação Rede Ilha FM, com informações do G1 Pernambuco em 28/05/2022 às 18:35:29
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que determinou ao Ministério do Desenvolvimento Regional o monitoramento ininterrupto da situação em que se encontram as regiões atingidas pelas fortes chuvas, neste sábado (28). Em Pernambuco, houve mais de 30 mortes num único dia, por causa de deslizamentos de barreiras.

Pelo Twitter, o presidente disse que também determinou o envio de equipes para prestar auxílio necessário às autoridades locais. O estado de Alagoas também foi atingido pelos temporais, que deixaram mais de 7 mil desabrigados e desalojados.

"Mobilizamos ainda nossas Forças Armadas, o Ministério da Defesa e o Ministério da Cidadania para o deslocamento de equipes à Grande Recife para auxiliar nas operações de socorro e prestar todo o auxílio necessário às famílias atingidas", disse Bolsonaro.

Mais cedo, o Planalto anunciou que os ministros das pastas de Turismo, Carlos Brito, e da Cidadania, Ronaldo Bento, irão a Pernambuco no domingo (29). Bolsonaro também afirmou que, após sobrevoo em áreas atingidas em Alagoas, publicou reconhecimento federal de emergência em 13 municípios.

"Fizemos uma primeira liberação imediata de R$ 2,5 milhões para ações de socorro e assistência humanitária nas duas cidades em situações mais críticas", disse, sem citar quais são as cidades.

"Nossos mais profundos votos de pesar e solidariedade às vítimas desse triste desastre, bem como as famílias que tiveram seus bens destruídos pelas chuvas. É um momento difícil para todos. Faremos o que estiver ao nosso alcance para amenizar essa dor. Que Deus abençoe a todos", finalizou.

Comunicar erro

Comentários