Corpos de vítimas de naufrágio entre o Recife e Noronha são reconhecidos por familiares, diz Marinha

Cadáveres de tripulantes do Thais IV chegaram ao porto da capital pernambucana, neste sábado (25), e foram para o IML. Duas pessoas ainda são procuradas no mar e quatro foram resgatadas com vida.

Por Redação Rede Ilha FM, com informações do G1 Pernambuco em 25/06/2022 às 20:54:43
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

A Marinha do Brasil confirmou que são de dois tripulantes os corpos encontrados na área do naufrágio da embarcação Thais IV. O navio de carga afundou entre o Recife e Fernando de Noronha. A Marinha disse, ainda, que os cadáveres foram reconhecidos por familiares, na capital pernambucana, beste sábado (25).

O Thais IV saiu do Recife, na tarde de terça (21), com oito pessoas, para levar material de construção para a ilha. Quatro homens foram resgatados com vida e dois ainda estão desaparecidos.

O naufrágio ocorreu na quarta (22), no litoral da Paraíba. Um vídeo enviado para o WhatsApp da TV Globo mostra o navio saindo do Recife, antes de afundar.

Segundo o dono da embarcação, Moacyr Luna, um problema na sinalização teria provocado o naufrágio. A Marinha do Brasil abriu investigação para apontar as causas do naufrágio.

A Marinha disse, por meio de boletim oficial neste sábado, que mantém as buscas pelas outras duas pessoas que estavam na embarcação. Na nota, também se solidarizou com os familiares das vítimas já encontradas.

Localização

Os dois corpos foram localizados no final da manhã de sexta-feira (24), o terceiro dia de buscas. Uma das vítimas foi recolhida pelo Navio Patrulha Guaíba. A outra foi encontrada pela aeronave C-105 Amazonas, da Força Aérea Brasileira.

A Marinha não informou os nomes das vítimas nem das pessoas resgatadas com vida. Até a sexta, tinham sido percorridos mais de 4,1 mil quilômetros na operação de buscas.

Os corpos encontrados no mar chegaram ao Porto do Recife, neste sábado. Uma equipe da TV Globo esteve no Instituto de Medicina Legal (IML), no Centro da cidade, mas parentes e amigos não quiseram gravar entrevista.

Os quatro tripulantes resgatados com vida chegaram ao Recife na quinta; trazidos pelo navio mercante Nazenin. Segundo a Marinha, eles estão bem de saúde.

Naufrágio

De acordo com o dono do barco, Moacyr Luna, o naufrágio foi detectado às 4h30 da quarta, momento em que a tripulação perdeu o contato com o continente e um equipamento de sinalização apontou problemas.

Conforme informações repassadas pelo Porto do Recife, o navio levava 100 toneladas de diversos materiais. A previsão era de que a chegada em Noronha ocorresse por volta das 6h da quinta-feira (23).

O trajeto era conhecido. O Thaís IV costumava atracar no Porto do Recife a cada duas semanas para embarcar suprimentos que seria levados para Noronha. A manutenção da embarcação também estava em dia e a carga não excedia o limite permitido.

Comunicar erro

Comentários