Roma diz que a mudança de verdade vai começar com o Canal do Sertão Baiano

Por Redação Rede Ilha FM em 12/08/2022 às 00:54:40
(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A mudança de verdade que o candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), propõe começa por sua campanha. Segundo Roma, ao contrário dos adversários, ele não quer ficar só na promessa nem ir ao interior para ficar dançando piseiro.

Na jornada que iniciou ontem (10) pelo norte do estado, Roma está anunciando a transformação que o Canal do Sertão Baiano vai causar na vida de mais de 1,4 milhão de pessoas que sofrem com a escassez de água e vivem em 44 cidades, localizadas no semiárido.

João está visitando a região a ser beneficiada e comunicando às pessoas o novo tempo que se aproxima. Depois de passar por Juazeiro, Jaguarari e Senhor do Bonfim, o ex-ministro da Cidadania segue, nesta quinta (11), por Campo Formoso, Antônio Gonçalves, Ponto Novo, Capim Grosso, Várzea da Roça e São José do Jacuípe.

"Eixo-Sul da Transposição do Rio São Francisco, o Canal do Sertão Baiano já está virando realidade. O presidente Bolsonaro autorizou e está na fase do projeto executivo", afirma João Roma, confiante que logo serão iniciadas as obras. "Não cabe mais, em pleno Século XXI, ver gente andando léguas, carregando lata d"água na cabeça".

Testemunha, ao lado do presidente Bolsonaro, da água da transposição jorrar no Rio Grande do Norte, Roma diz que o mesmo acontecerá na região norte da Bahia. Quando esteve em Juazeiro, ele foi ao Projeto Salitre, onde vai nascer o Canal do Sertão Baiano, que percorrerá 300 quilômetros até o município de São José do Jacuípe.

Segundo João Roma, serão investidos R$ 4,98 bilhões no Canal do Sertão Baiano, que servirá para garantir o abastecimento de água para consumo humano, industrial e de animais em 44 cidades do interior da Bahia.

"Vai se tornar possível o desenvolvimento de cadeias produtivas como a da mineração e agrícola", informa Roma, acrescentando que o empreendimento também servirá para o suprimento hídrico das bacias hidrográficas do Salitre, Tourão/Poções, Itapicuru e Jacuípe.

Para João Roma, a chegada das águas do Rio São Francisco na região vai melhorar a qualidade de vida de mais de 1,4 milhão de pessoas. Já com as obras do Canal, serão gerados mais de 45 mil empregos diretos e indiretos.

"A previsão é que 70 mil agricultores – 90% deles familiares – ganhem aumento da produtividade com a maior oferta hídrica".

Os municípios que serão beneficiados pelo Canal do Sertão Baiano são: Andorinha, Antônio Gonçalves, Caém, Caldeirão Grande, Campo Formoso, Candeal, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Filadélfia, Gavião, Ichu, Itiúba, Jacobina, Jaguarari, Juazeiro, Mairi, Miguel Calmon, Mirangaba, Morro do Chapéu, Mundo Novo, Nova Fátima, Ourolândia, Pé de Serra, Pindobaçu, Pintadas, Piritiba, Ponto Novo, Queimadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe, Santaluz, São Domingos, São José do Jacuípe, Saúde, Senhor do Bonfim, Serrolândia, Sobradinho, Tapiramutá, Umburanas, Valente, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Várzea Nova e Uauá.

*Matéria publicada em conformidade com a Lei nº 9.504/1997 e o Art. 31º, alínea C, do Estatuto Social da Rede Ilha FM.

Comunicar erro

Comentários