Biden condena ataque contra Rushdie e enaltece liberdade de expressão

Por Jovem Pan em 13/08/2022 às 20:46:45

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenou neste sábado, 13, o ataque contra o escritor Salman Rushdie, que luta pela vida em um hospital depois de ter sido esfaqueado, e enalteceu os valores que o autor representa, como a liberdade de expressão. Em comunicado, o mandatário explicou que está “chocado e triste” pelo “ataque brutal” contra o escritor, e assegurou que, junto com sua esposa, Jill Biden, está “rezando pela saúde e recuperação de Rushdie”. Biden elogiou o escritor por representar “ideais essenciais e universais” como verdade, coragem, resiliência e capacidade de expressar ideias sem medo. “Hoje reafirmamos nosso compromisso com estes valores profundamente americanos, em solidariedade com Rushdie e todos aqueles que defendem a liberdade de expressão”, disse o presidente, que está passando férias de verão na Carolina do Sul.

Rushdie, com respiração assistida e gravemente ferido, está lutando pela vida depois de ter sido esfaqueado na sexta-feira, no estado de Nova York, pouco antes de um debate. O autor recebeu em 1989 uma fátua do regime islâmico do Irã, que colocou a sua cabeça a prêmio por considerar o seu romance “Versos satânicos” um insulto ao Corão, a Maomé e à fé islâmica. O suposto agressor, agora sob custódia, é Hadi Matar, um homem de 24 anos nascido na Califórnia, de origem libanesa, que foi acusado de tentativa de assassinato no sábado. De acordo com o jornal “New York Times”, um defensor público designado para o caso se declarou inocente em seu nome. A publicação indica que a próxima audiência da Matar foi marcada para 19 de agosto.

*Com informações da Agência EFE

Comunicar erro

Comentários