Presidente do TRE-PE diz que pode ter sido eleição 'mais tranquila da história'; estado teve 285 urnas trocadas

Desembargador André Guimarães disse que 90% dos municípios não registraram ocorrências de crime eleitoral, neste domingo (2), no primeiro turno.

Por Redação Rede Ilha FM, com informações do G1 Pernambuco em 02/10/2022 às 20:02:53
(Foto: Vítor Oliveira/g1 PE)

(Foto: Vítor Oliveira/g1 PE)

Mesmo com a demora e as longas filas nos locais de votação, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), o desembargador eleitoral André Guimarães, disse que esta pode ter sido a "eleição mais tranquila da história", por causa do "baixo registro de casos de crimes eleitorais".

Segundo a Justiça Eleitoral, em todo o estado, 285 urnas tiveram que ser substituídas. Isso equivale a 1,85% do total de equipamentos. Esse número é considerado baixo pelo TRE.

"Os fatos que ocorreram foram mínimos. Noventa por cento dos nossos municípios não registraram ocorrências. Em alguns, houve uma ocorrência. Em outros, duas. Podemos dizer que, ao que tudo indica, essa eleição possivelmente será a mais tranquila e ordeira do estado", afirmou Guimarães.

O pronunciamento foi feito em uma coletiva de imprensa realizada logo após o fechamento dos portões nos locais de votação, às 17h.

Os números preliminares foram passados à Justiça Eleitoral pelo secretário de Defesa Social, Humberto Freire, segundo informou o presidente do TRE.

"Não tivemos nenhum fato relevante durante todo o dia, que pudesse nos preocupar ou macular as nossas eleições. O povo pernambucano demonstrou uma total e plena maturidade com a evolução do nosso processo democrático", avaliou Guimarães.

O desembargador eleitoral disse, ainda, que espera concluir a totalização dos votos o quanto antes. Segundo Guimarães, a expectativa é que por volta das 21h o nível da apuração esteja avançado o bastante para apresentar um quadro-geral da eleição.

Justiça Eleitoral trocou pouco mais de 1% das urnas no primeiro turno em Pernambuco

Em entrevista à TV Globo, o diretor-geral do TRE, Orson Lemos, afirmou que, por volta das 18h, ainda havia locais com filas.

Ele afirmou, no entanto, que todas as pessoas que estavam nos locais de votação até às 17h receberiam senhas e teriam seus votos computados (veja vídeo acima).

Este ano, a Justiça Eleitoral também transportou 168 eleitores com deficiência para os seus locais de votação. O trabalho é feito em parceria com a Secretaria de Defesa Social, Infância e Juventude.

Comunicar erro

Comentários