Ruas alagadas, deslizamentos, desabamentos e queda de árvore são registrados em mais um dia de chuva forte em Salvador

Chuva cai na capital baiana desde o início da semana. Sirenes em áreas de risco foram acionadas; não há registro de feridos ou desaparecidos.

Por Redação Rede Ilha FM com informações do G1 Bahia em 22/05/2020 às 09:39:28
(Foto: Gabriel Oliveira/G1)

(Foto: Gabriel Oliveira/G1)

Fortes chuvas atingem Salvador por mais um dia nesta sexta-feira (22). Ruas alagadas, deslizamentos de terra, desabamentos de imóveis e queda de árvore ocorreram na cidade, entre a madrugada e manhã desta sexta.

Na rua Nilo Peçanha, o alagamento é tão grande que apenas ônibus conseguem passar pelo local. Há pontos de alagamento na Avenida Paralela e trechos da Cidade Baixa.

Um deslizamento de terra foi registrado no bairro de Plataforma, e um imóvel desabou parcialmente no Rio Vermelho. Na ladeira da Barra, parte de uma mureta caiu e uma cratera se abriu na calçada. Em nenhum desses casos houve feridos.

Uma árvore caiu na Rua Aymoré Moreira, no bairro do Trobogy. Ninguém foi atingido. Agentes da Transalvador foram encaminhados ao local e ajudaram na remoção da árvore.

De acordo com Sosthenes Macedo, diretor da Defesa Civil de Salvador, o acumulado de chuva na capital baiana foi grande e cinco das 11 sirenes instaladas em áreas de risco da capital baiana foram acionadas: Calabetão, Sete de Abril, Bom Juá, São Caetano (Baixa do Cacau) e Castelo Branco.

"Durante a quinta-feira tivemos 164 milímetros de chuva no CAB e 165 milímetros em Sete Abri. Já tínhamos acionado quatro sirenes e, no final da tarde de ontem [quinta], acionamos também a do Calabetão. Hoje temos cinco sistemas ativos na cidade", explicou.

Quando as sirenes são acionadas, as pessoas devem deixar suas casas e ir para as escolas municipais do bairro, onde são acolhidas por agentes da prefeitura.

De acordo com o boletim online da Codesal, até 8h40 desta sexta, o número de solicitações passava de 60. As principais ocorrências foram deslizamento de terra, com 16 casos, e ameaça de desabamento, com 12 casos.

A previsão é de que a chuva possa cessar no período da tarde, mas deve retornar no sábado (23). A temperatura nesta sexta varia entre 24ºC e 29ºC, conforme aponta o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Na quinta-feira, a chuva também causou estragos em Salvador. Houve queda de árvores e um deslizamento de terra na Estrada das Barreiras. A lama invadiu parte da via, mas na manhã desta sexta, a Transalvador não havia sido acionada para monitoramento do trânsito no local. Com isso o órgão acredita que a situação já esteja resolvida.

Comentários