Ministro da Justiça pede habeas corpus para Weintraub e outros investigados no Supremo

Por Jovem Pan em 28/05/2020 às 15:08:50
(Foto: sac Nóbrega/PR)

(Foto: sac Nóbrega/PR)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, ingressou com habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) em nome do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e outros investigados no inquérito que apura as falas registradas na reunião ministerial de 22 de abril.

Mendonça, que assumiu a pasta após a saída de Sergio Moro, afirmou que a medida visa "garantir liberdade de expressão dos cidadãos" e "preservar a independência, harmonia e respeito" entre os Poderes.

"Ingressei c/ HC perante o Supremo em razão do Inq 4781. A medida visa garantir liberdade de expressão dos cidadãos. De modo mais específico do Min @AbrahamWeint e demais pessoas submetidas ao Inquérito. Tbm visa preservar a independência, harmonia e respeito entre os poderes", escreveu no Twitter nesta quinta-feira (28).

Na reunião, que teve as gravações divulgadas por ordem do ministro Celso de Mello, do STF, Weintraub chama os ministros da Corte de "vagabundos" e diz que eles "mereciam ser presos".

Comentários