PF conclui que ''Colômbia'' foi o mandante dos assassinatos de Dom Phillips e Bruno Pereira

Por Jovem Pan em 23/01/2023 às 17:47:09
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Após sete meses de investigações, a Polícia Federal (PF) confirmou na tarde desta segunda-feira, 23, que o traficante Rubens Villar Coelho, mais conhecido como Colômbia, foi o mandante dos assassinatos do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, no Vale do Javari, no Amazonas. Colômbia está preso desde dezembro do ano passado. Ele chegou a ser solto após pagar fiança de R$ 15 mil em outubro de 2022. No entanto, ele foi capturado de novo depois de descumprir condições impostas por ocasião da concessão de sua liberdade provisória. De acordo com a PF, uma das provas de que Colômbia foi o mandante são as ligações que ele fez para Jefferson da Silva Lima, conhecido como "Pelado da Dinha", que é apontado como autor dos tiros que mataram as vítimas. A corporação também identificou que os advogados de Lima foram pagos por Colômbia. "Não tenho dúvida que o mandante foi o Colômbia. Temos provas que ele fornecia as munições para o Jefferson e o Amarildo, as mesmas encontradas no caso. Ele pagou o advogado inicial de defesa do Amarildo", disse o superintendente da PF no estado, Alexandre Fontes, durante coletiva de imprensa. Além de Colômbia, outros três estão presos por suspeita de participação nos crimes. São eles: Amarildo da Costa Oliveira, conhecido pelo "Pelado", Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como "Dos Santos" e o "Pelado da Dinha". As audiências dos caso iriam começar nesta segunda-feira. Contudo, a Justiça Federal no Amazonas decidiu adiar na semana passada. Bruno Pereira e Dom Phillips foram mortos em junho de 2022.

Comunicar erro

Comentários